Última hora

Última hora

Manchetes na imprensa chinesa três dias depois do atentado em Tiananmen

Em leitura:

Manchetes na imprensa chinesa três dias depois do atentado em Tiananmen

Tamanho do texto Aa Aa

O atentado na praça Tiananmen demorou três dias a chegar às primeiras páginas dos jornais chineses. Só depois das autoridades terem ontem classificado de “ataque terrorista” o que antes designavam por “ocorrência grave” é que os meios de comunicação social fizeram manchetes sobre o sucedido.

Pequim atribui o ataque aos separatistas uigures, uma etnia muçulmana e turcomana maioritária na região autónoma do Xinjiang. Ontem a polícia deteve cinco suspeitos.