Última hora

Última hora

NATO e Rússia desenvolvem sistema de deteção de explosivos

Em leitura:

NATO e Rússia desenvolvem sistema de deteção de explosivos

Tamanho do texto Aa Aa

Especialistas da NATO e da Rússia estão a desenvolver um sistema de deteção de explosivos que pode ser usado em grandes espaços, por exemplo, em estações de metro e de comboio.

Os cientistas estão a realizar um teste numa estação de metro de uma capital europeia: a multidão de passageiros está a ser controlada, mas ninguém se apercebe.

Este sistema, apelidado de STANDEX, está a ser desenvolvido pelos países da NATO e pela Rússia desde 2010.

Uma tecnologia que, se já estivesse operacional, poderia ter impedido os ataques terroristas nas redes de transportes de Londres, Madrid e Moscovo. Pierre Charrue, diretor de Projetos STANDEX, explica que “naquela época, os sistemas de segurança das redes de transportes públicos eram muito menos eficazes que no transporte aéreo. Por isso a NATO em parceria com a Rússia, decidiu desenvolver tecnologias para proteger este tipo de infra-estrutura”. Este projeto, na primeira fase custou 4,8 milhões de euros.

Mikhail Korolev, um dos engenheiros russos do sistema, defende que “este foi um bom exemplo de cooperação internacional, uma vez que a ameaça terrorista não afeta apenas um local, um determinado país ou região, é um problema mundial”.

Este novo sistema identifica tanto o suspeito e a posição do material suspeito no corpo e pode ser usado também em grandes espaços como estádios de futebol.
O próximo passo será transferir estas tecnologias para a indústria e trazê-la para o mercado.