Última hora

Última hora

Ativistas da Greenpeace transferidos de Murmansk para São Petersburgo

Em leitura:

Ativistas da Greenpeace transferidos de Murmansk para São Petersburgo

Tamanho do texto Aa Aa

Os 30 ativistas da GreenPeace, detidos na Rússia, começaram a ser transferidos de Murmansk para São Petersburgo. Os ecologistas, oriundos de 18 países, terão um melhor acesso a assistência consular nesta cidade, onde os familiares os poderão visitar mais facilmente.

O primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, esteve em Moscovo, esta sexta-feira, e pediu à Rússia “um gesto humanitário” face ao membro francês da Greenpeace. As autoridades garantiram que todos os ativistas serão tratados no respeito do direito russo.

A nível internacional, a detenção dos 30 ecologistas mobiliza diferentes ONG. Esta quinta-feira, Paris foi palco de uma manifestação para apelar à libertação dos ativistas, detidos em setembro aquando tentaram invadir uma plataforma petrolífera da Gazprom no Ártico.

O caso “Arctic Sunrise” – nome do barco da Greenpeace envolvido na operação – começa dia 6 a ser julgado, no Tribunal Internacional da Lei do Mar, sediado na cidade alemã de Hamburgo. A sentença é esperada duas semanas depois.