Última hora

Última hora

Homicida do aeroporto de Los Angeles pode ser condenado à morte

Em leitura:

Homicida do aeroporto de Los Angeles pode ser condenado à morte

Tamanho do texto Aa Aa

Pena de morte, é a sentença que arrisca o jovem de 23 anos que, esta sexta-feira, abateu a tiro um agente federal no aeroporto internacional de Los Angeles, na costa Oeste dos Estados Unidos.

O Ministério Público acusou formalmente Paul Ciancia este sábado. A justiça norte-americana “acredita tratar-se de um homicídio premeditado”, um crime pelo qual o arguido “enfrenta a pena máxima de prisão perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, ou a potencial imposição da pena de morte”, conforme a lei na Califórnia, afirmou o procurador Andre Birotte.

Segundo as autoridades, o jovem homicida planeava “matar diversos funcionários da Administração de Segurança dos Transportes” (TSA) e “semear o terror entre os traidores”, como classificou os agentes federais numa carta encontrada pelo FBI no aeroporto.

O tiroteio da manhã de sexta-feira, já na zona de embarque do terminal 3, afetou as viagens de mais de 150 mil passageiros do sexto aeroporto mais movimentado do mundo.