Última hora

Última hora

Extrema-direita russa volta a manifestar-se nas ruas de Moscovo

Em leitura:

Extrema-direita russa volta a manifestar-se nas ruas de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

A extrema direita russa voltou a sair às ruas de Moscovo, para prostetar contra a presença de imigrantes caucasianos.

O protesto coincidiu com o feriado nacional, do Dia da Unidade, instituído, em 2005, para substituir as comemorações do Dia da Revolução Bolchevique.

De acordo com com fontes do Ministério do Interior, terão desfilado cerca de 8000 pessoas. Como disse um organizador, acreditam que os caucasianos vão mesmo abandonar a Rússia:

“Fizemos esta marcha russa para mostrar que o povo russo existe, que ninguém pode proibir-nos alguma coisa, que ninguém pode quebrar o espírito de um homem russo. De qualquer forma, nós chegaremos à justiça e a população caucasiana vai sair daqui! Todos estes imigrantes vão deixar-nos e isso é tudo o que queremos.”

Um desfile que contou com a presença de muita juventude.

A polícia vigiou de perto a manifestação, para evitar incidentes graves, como os ocorridos no passado recente.

A 13 de Outubro, a extrema-direita já tinha saído à rua. Nessa altura, acompanhou os protestos de atos de vandalismo e de saque de estabelecimentos comerciais.