Última hora

Última hora

Kosovo: Atos de violência nas eleições municipais

Em leitura:

Kosovo: Atos de violência nas eleições municipais

Tamanho do texto Aa Aa

A violência entre sérvios marcou as eleições municipais, que decorreram ontem no Kosovo.

Na zona norte de Kosovska Mitrovica, extremistas encapuzados entraram numa assembleia de voto, agrediram o pessoal da mesa de voto, eleitores, e destruíram as urnas antes de fugir. O escrutínio foi interrompido.

O responsável da missão EULEX da União Europeia referiu-se aos incidentes:

“Atacar uma assembleia de voto é uma das piores coisas que se possa fazer na vida civil. Estamos muito contentes por termos retirar a nossa gente sem risco de vida e por termos recuperado as urnas”, disse Bernd Borchardt.

Apesar de Belgrado ter encorajado à participação no escrutínio, pela primeira vez desde a independência proclamada em 2008 pelos kosovares albaneses e não reconhecida pela Sérvia, os sérvios do Kosovo tiveram uma fraca participação.

“Acho que estas eleições chegaram cedo demais. Viver no norte ou no sul do Kosovo são coisas diferentes. Nos últimos dez anos os sérvios do sul têm vivido com os albaneses e já se habituaram a isso”, afirmou um habitante sérvio de Mitrovica.

A taxa de participação nas zonas sérvias foi muito fraca, comprometendo o alcance do escrutínio, considerado um teste para a aplicação do acordo de normalização entre Belgrado e Pristina, concluído em abril passado, em Bruxelas, sob a égide da União Europeia.