Última hora

Em leitura:

Musharraf: fim da prisão domiciliária por cerca de 1500 euros


Paquistão

Musharraf: fim da prisão domiciliária por cerca de 1500 euros

Libertado sob caução. Pervez Musharraf, antigo chefe de Estado do Paquistão que se encontrava em prisão domiciliária há meio ano vai aguardar julgamento em liberdade depois de ter pago cerca de 1500 euros, mas não pode deixar o país.

A defesa já se congratulou com a decisão.

“O presidente Musharraf vai continuar no país, não vai a lado algum. E se tudo correr como esperamos deve ser ilibado em tribunal dentro em breve”, afirma a advogada Afshan Adjil.

Este julgamento está relacionado com a violenta operação das forças de segurança na Mesquita Vermelha de Islamabad em 2007.

A acusação não se conforma.

“Apresentamos todas as provas, mas infelizmente a decisão vai contra aquilo que é a justiça e a lei. Por isso, vamos ter de recorrer a instâncias superiores”, refere Wajeeh Uddin da acusação.

A braços com vários processos, o homem que governou o Paquistão entre 1999 e 2008 abandonou o país durante quatro anos. Regressou para se candidatar às legislativas e acabou por ser detido.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Egito: Apoiantes de Morsi exprimem sentimento do "injustiça" pelo julgamento