Última hora

Última hora

Oposição síria quer Bashar al Assad fora do país e o Irão fora das conversações de Genebra

Em leitura:

Oposição síria quer Bashar al Assad fora do país e o Irão fora das conversações de Genebra

Tamanho do texto Aa Aa

O início das negociações em Genebra, para o fim do conflito sírio, continua comprometido.

A oposição síria revelou este domingo duas pré-condições que podem dificultar o início dos trabalhos: um calendário para que Bashar al-Assad deixe o poder e a não presença do Irão nas negociações.

O presidente da Coligação Nacional Síria, Ahmed Jarba, afirmou no Cairo:

“Decidimos não entrar nas negociações de Genebra a não ser com dignidade e enquanto não houver um calendário de transferência de poderes de todas as instituições. Também não queremos o Irão na mesa da mediação”.

Os atrasos sucessivos da conferência, denominada Genebra II, têm ficado a dever-se às divisões entre a comunidade internacional sobre a presença do Irão neste processo e às posições antagónicas entre o regime de Assad e os rebeldes.

O enviado internacional para a Síria, Lakhdar Brahimi, diz que ainda tem esperança que os obstáculos sejam ultrapassados nas próximas semanas.

A conferência está prevista para este mês de novembro. A Liga Árabe lançou um apelo à oposição síria para que compareça em Genebra, apesar das divergências.