Última hora

Última hora

Grécia: Representantes da troika enfrentam fúria dos funcionários

Em leitura:

Grécia: Representantes da troika enfrentam fúria dos funcionários

Tamanho do texto Aa Aa

Os representantes da troika tiveram um dia particularmente agitado em Atenas. Dezenas de funcionários das Finanças, e de ex-colegas despedidos por causa das medidas de austeridade, tentaram impedir a sua saída do edifício do ministério. Os três representantes acabaram por deixar o local por uma porta lateral. A troika encontra-se em negociações com o governo grego para desbloquear mais uma fatia de mil milhões de euros. A última ronda de negociações ocorreu em setembro.

De acordo com Sarah Hewin, da Standard Chartered, “a troika não está muito contente com a inação no capítulo das privatizações e pretende que o governo grego faça mais em termos de redução da despesa e de aumento das receitas fiscais. Do lado grego, a recessão já vai longa e há o sentimento de terem atingido o limite nas medidas de austeridade.”

O governo de Antonis Samaras rejeita novos cortes ou mais impostos com o argumento que o país conseguiu a maior redução do défice registada na zona euro e merece uma folga dos credores internacionais. A troika considera que o orçamento de 2014 falha os objetivos traçados em dois mil milhões de euros, enquanto nas contas do executivo de Atenas o diferencial é de 500 milhões, o que pode ser alcançado com medidas pontuais e reformas estruturais.