Última hora

Última hora

Al-Qaida no Magrebe Islâmico reivindica assassinato de jornalistas franceses no Mali

Em leitura:

Al-Qaida no Magrebe Islâmico reivindica assassinato de jornalistas franceses no Mali

Tamanho do texto Aa Aa

A Al-Qaida no Magrebe Islâmico reivindicou, esta quarta-feira, o assassinato dos dois jornalistas franceses mortos pouco depois de terem sido raptados no sábado, dia 2 de novembro, no norte do Mali.

O grupo terrorista afirma ter agido “em resposta aos crimes cometidos pela França contra o povo do Mali e ao trabalho das forças africanas e internacionais contra os muçulmanos” e que o duplo homicídio “constitui uma parte da fatura” que o presidente francês “deve pagar em contrapartida pela nova cruzada”, conclui o comunicado.

Em janeiro, a França lançou uma grande operação militar conjunta para expulsar os islamitas radicais que tinham assumido o controlo da maior parte do norte do Mali.