Última hora

Última hora

Kerry tenta salvar negociações de paz israelo-palestinianas

Em leitura:

Kerry tenta salvar negociações de paz israelo-palestinianas

Tamanho do texto Aa Aa

John Kerry bem tenta remar contra a maré do moribundo processo de paz israelo-palestiniano.

Esta quarta-feira à tarde, o secretário de Estado norte-americano reuniu-se com Mahmoud Abbas, um encontro marcado pelo pessimismo do líder da autoridade palestiniana tal como já tinha acontecido no encontro com o primeiro-ministro israelita.

Em Belém, Kerry recordou que os Estados Unidos sempre consideraram os colonatos israelitas “ilegítimos” e quis “deixar bem claro que em nenhum momento os palestinianos acordaram, como parte do regresso às negociações, que aceitavam ou toleravam os colonatos”.

O programa nuclear iraniano e o processo de paz dominaram o encontro da manhã com o primeiro-ministro de Israel.

Benjamin Netanyahu diz-se “preocupado com os progressos, porque os palestinianos continuam com os incitamentos (à violência), continuam a criar crises artificiais, continuam a evitar, a fugir das históricas decisões necessárias para uma paz genuína”.

Anunciada por Israel, na semana passada, a construção de mais 3500 casas para os colonos na Cisjordânia é um dos problemas que está a conduzir ao fracasso das negociações, a par das questões das fronteiras, da segurança e do estatuto dos refugiados palestinianos.

O regresso ao governo do ultranacionalista, Avigdor Lieberman, partidário dos colonatos e que considera a paz “impossível” também não deixa antever um futuro risonho para as negociações.