Última hora

Última hora

Diretor do Bolshoi testemunha em tribunal

Em leitura:

Diretor do Bolshoi testemunha em tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O diretor artístico da companhia de ballet Bolshoi testemunhou pela primeira vez no julgamento em que três pessoas são acusadas do ataque com ácido que o desfigurou e lhe quase custou a visão.

Em lágrimas no tribunal, Sergei Fillin, acusou o alegado mandante, o dançarino, de ter agido por inveja, explicou como a sua vida mudou e que não perdoa ninguém.

O advogado de defesa, Sergei Kadyrov, afirmou precisar de “tempo para analisar tudo o que foi dito pelo diretor artístico pois existem novas revelações”, garante.

Serguei Filin, que já foi submetido a 23 operações à face e aos olhos, exige quase 70 mil euros de compensação.

Pavel Dmitrichenko, um bailarino de 29 anos, é acusado de ser o mandante do ataque a Filin. Está detido desde março, ele e mais dois presumíveis cúmplices podem ser condenados até 12 anos de prisão. De acordo com a lei russa, se ficar provado que não atuaram em grupo o castigo pode ser menos pesado.

Serguei Filin foi dispensado de comparecer em tribunal