Última hora

Última hora

Doutora Drácula contra o dengue

Em leitura:

Doutora Drácula contra o dengue

Tamanho do texto Aa Aa

Nguyen Thi Yen é conhecida como a doutora Drácula.

A investigadora do Instituto Nacional de Higiene e Epidemiologia do Vietname faz parte de uma equipa de cientistas que está a tentar erradicar a febre de dengue, uma doença grave transmitida pela picada de um mosquito.

Os cientistas descobriram que os insectos infectados por uma determinada bactéria não contraem o vírus.

A descoberta está a ser testada numa ilha vietnamita de 3500 habitantes.

“As fémeas dos mosquitos infectados com a bactéria Wolbachia transmitem a bactéria à próxima geração.
O macho é infértil quando se cruza com um mosquito não infectado, no estado selvagem.
Em consequência, os mosquitos infectados vão substituir gradualmente a população existente e reduzir a possibilidade de transmissão do dengue aos seres humanos”, explicou a investigadora.

A doença tem um período de incubação de 3 a 7 dias, podendo prolongar-se até 14 dias. Os sintomas da dengue surgem entre 3 a 14 dias após a picada do mosquito infetado. A doença manifesta-se, geralmente, por febre, dores de cabeça, dores nos músculos e nas articulações, vómitos e manchas vermelhas na pele e, embora mais raramente, por um quadro hemorrágico.

Simon Kutcher é um dos responsáveis pelo projeto que visa erradicar o dengue no Vietname.

“Estou bastante entusiasmado com o impacto que a tecnologia pode ter num país onde o dengue é endémico como o Vietname. Esperamos que no futuro, os testes clínicos sejam positivos para podermos alargar os ensaios de modo a cobrir toda a cidade com os mosquitos infectados pela bactéria”, disse o investigador.

Estima-se que, todos os anos, nos países tropicais, 390 milhões de pessoas sejam infectadas com o vírus que provoca a febre de dengue.