Última hora

Última hora

RD Congo e rebeldes do M23 assinam acordo de paz na segunda-feira

Em leitura:

RD Congo e rebeldes do M23 assinam acordo de paz na segunda-feira

Tamanho do texto Aa Aa

Um acordo de paz entre a República Democrática do Congo e os rebeldes do M23 deverá ser assinado, esta segunda-feira, em Kampala.

O anúncio foi feito pelo ministro congolês dos Negócios Estrangeiros, Raymond Tshibanda N’Tunga Mulongo, na sequência da renúncia do M23 à luta armada, após uma série de batalhas perdidas.

“Nas discussões que tivemos em Kampala, ficou estabelecido de maneira clara e inequívoca que não haverá amnistia para crimes de guerra, crimes contra a humanidade, incluindo violências sexuais e recrutamento de crianças-soldado, violações em massa dos direitos do Homem e ainda menos para os atos de genocídio. Portanto, ninguém vai acordar uma amnistia para este tipo de crimes”, afirmou Raymond Tshibanda N’Tunga Mulongo.

A declaração do chefe da Diplomacia da República Democrática do Congo diz diretamente respeito a Sultani Makenga, chefe militaire do M23, que se rendeu e está, atualmente, detido no vizinho Uganda.

O M23 proclamara, terça-feira, o fim imediato das operações militares e o desejo de uma solução pacífica. Isto depois de Kinshasa ter tomada as duas últimas bases rebeldes, numa ofensiva conjunta com a ONU.

A assinatura, que decorrerá na presença de representantes da União Africana e da ONU, porá fim a 20 meses de conflito.