Última hora

Última hora

Bolívia celebra "dia das caveiras"

Em leitura:

Bolívia celebra "dia das caveiras"

Tamanho do texto Aa Aa

Na Bolívia, cumpriu-se a tradição do “dia das caveiras”. Mesmo se a prática é ilegal, este é um costume pagão, com origem na cultura índia, que se mantém há séculos e conta com a cumplicidade da Igreja Católica.

Famílias que guardam em casa caveiras dos familiares mortos depois da exumação do corpo, ou compradas no mercado negro, levam-nas à igreja uma semana depois do Dia de Todos os Santos, para serem benzidas.

As caveiras, também chamadas “ñatitas”, estão decoradas e recebem presentes como cigarros, bebidas e folhas de coca.

“Este é o Basílio. Ele toma conta da casa e ajuda-nos a fazer dinheiro”, diz uma mulher, mostrando uma caveira.

Rosa Monje tem nove caveiras: “A ñatita ajuda as pessoas. As pessoas vêm aqui pôr velas para que as protejam, para que não tenham acidentes. Quando compreendemos as caveiras, elas ajudam-nos e apoiam-nos”.

O altar de Rosa, em La Paz, é um ponto de peregrinação conhecido na cidade.