Última hora

Última hora

Tufão nas Filipinas matou mais de 100 pessoas

Em leitura:

Tufão nas Filipinas matou mais de 100 pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

O tufão Haiyan está a afastar-se das Filipinas, depois de ter deixado um rasto de destruição pelo arquipélago.

É uma das maiores catástrofes naturais de sempre a atingir o o país, muito vulnerável às tempestades.

Causou pelo menos cem mortos e cerca de um milhão de deslocados. O balanço pode vir a piorar.

Os maiores estragos aconteceram na cidade de Tacloban, na ilha de Leyte. Praticamente todas as casas ficaram destruidas.

Além dos ventos, que chegaram aos 210 quilómetros/hora, o tufão causou derrocadas e inundações numa grande parte do país.

Também a província de Cebu, no norte do país, foi fortemente atingida pelo tufão, com várias vilas, sobretudo nas zonas costeiras, devastadas pelos ventos e pelas inundações.

Cerca de um milhão de pessoas, nas áreas atingidas, procuraram refúgio em 37 outras províncias, seguindo assim as ordens do governo para evacuar as zonas de risco.

O tufão diminuiu de intensidade, mas segundo os meteorologistas, pode voltar a ganhar força. Os ventos dirigem-se agora para o Vietname.