Última hora

Última hora

Irão: presidente reafirma progressos realizados

Em leitura:

Irão: presidente reafirma progressos realizados

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente iraniano Hassan Rouhani dirigiu-se este domingo ao parlamento.

O discurso de Rouhani teve em lugar após três dias de negociações em Genebra que terminaram sem um acordo.

Apesar de admitir progressos, Rouhani afirma que há pontos em que não está disposto a ceder.

“Os direitos da nação iraniana são a nossa linha vermelha. Os interesses nacionais são a nossa linha vermelha. Entre esses direitos contam-se os direitos nucleares no quadro do direito internacional, incluindo o direito de enriquecimento de urânio em solo iraniano”, disse perante os parlamentares.

Em Genebra, a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, realçou os progressos realizados.

“Conseguimos estabelecer as questões que sustentam um bom acordo e o tempo que passámos juntos foi construtivo. mas ainda há coisas que ficaram por fazer. Há questões em que ainda não decidimos o caminho a tomar. Após três dias decidimos que deveriamos fazer uma pausa e regressar a 20 de novembro. Isto não é um falhanço”, adiantou Ashton no final da ronda em Genebra.

Israel acompanha as negociações de perto. O chefe do executivo Binyamin Netanyahu criticou os Estados Unidos pela abertura demonstrada nas negociações com Teerão.

“Perguntei a todos os líderes qual era a pressa? Sugeri que esperassem e avaliassem corretamente todas as questões; trata-se de um processo histórico e uma decisão histórica. Pedi que esperassem e acho bom que tenha sido essa a decisão. Mesmo assim não tenho ilusões. Existe vontade em chegar a um acordo mas espero que não seja a qualquer custo. Caso cheguem a acordo espero que seja um bom acordo.”

No cerne do problema está a capacidade nuclear do Irão. O ocidente receia que em breve o país adquira capacidade nuclear.

O Irão contesta afirmando que as centrais nucleares servem apenas para a produção de energia e aplicações médicas.