Última hora

Última hora

Qatar: FIFA quer Mundial no fim do ano e num só país

Em leitura:

Qatar: FIFA quer Mundial no fim do ano e num só país

Tamanho do texto Aa Aa

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) rejeita qualquer possibilidade de o Qatar partilhar a organização do Mundial de 2022 com outro país vizinho. Por outro lado, por causa do calor excessivo do médio oriente, o organismo sediado na Suiça insiste na realização da prova no final do ano e não no início, como já chegou a ser sugerido. Tudo por causa dos Jogos Olímpicos de Inverno desse mesmo ano.

“Juntamente com o Comité Olímpico Internacional, nós temos praticamente os mesmos meios de comunicação, as mesmas estações de televisão, os mesmos parceiros de marketing. Não podemos, por isso, ter duas competições ao mesmo tempo. E é lógico jogarmos este Mundial no final do ano. E, se for assim, isso quer dizer novembro e dezembro”, afirmou este fim de semana no Qatar, o presidente da FIFA.

Sobre a partilha da organização do Mundial, Joseph Blatter revelou que foi algo com que foi confrontado no decorrer do périplo que esta a realizar pelo Médio Oriente e que já o levou também ao Irão e aos Emirados Árabes Unidos. Mas o presidente da FIFA rejeitou totalmente a possibilidade.

“A pergunta surgiu: ‘Podemos partilhar o Mundial com o Qatar?’ Ouvi as perguntas, mas não respondi. Mas deixem-me dizer agora que quando decidimos realizar o Mundial de 2002 em dois países, na Coreia e no Japão, tivemos dificuldades. Por isso, decidimos nunca mais voltarmos ao formato de dois países coorganizadores de um Mundial, e ainda menos por três, se um só país for capaz de o organizar”, explicou, ainda em Doha, no Qatar, Joseph Blatter.