Última hora

Última hora

Euro 2016: Stade des Lumières representa corte com o passado

Em leitura:

Euro 2016: Stade des Lumières representa corte com o passado

Tamanho do texto Aa Aa

O Campeonato da Europa de 2016 em França aproxima-se a passos largos mas a dois anos e meio do pontapé de saída, apenas três dos dez estádios previstos estão concluídos.

Em Lyon, a primeira pedra do futuro Stade des Lumières foi colocada apenas esta terça-feira, seguindo-se um intenso contrarrelógio para deixar tudo pronto a tempo e horas.

Com capacidade para 58 mil espetadores e data de conclusão prevista para início de 2016, o complexo desportivo representa um investimento de 405 milhões de euros naquele que será o primeiro estádio de futebol privado em França.

Gérard Collomb, presidente da câmara local, até esteve na cerimónia, mas para Jean-Michel Aulas, presidente do Olympique Lyonnais, está na altura de largar a mão da autarquia:

“Queremos seguir um modelo de desenvolvimento em que o clube é proprietário do estádio. Uma novidade para nós porque tradicionalmente os estádios eram construídos e geridos pela administração local. Além disso, existem cada vez mais vozes discordantes da utilização de dinheiro público para a construção destas infraestruturas.”

Com o dinheiro do clube canalizado para o estádio, ressentem-se os resultados da equipa. Crónico campeão francês entre 2002 e 2008, o Lyon ocupa atualmente um discreto sétimo lugar na liga francesa.