Última hora

Última hora

França discute desemprego juvenil

Em leitura:

França discute desemprego juvenil

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês, François Hollande, retomou a questão do desemprego juvenil elevando-a para o topo da agenda.

Hollande presidiu a uma cimeira dedicada ao tema e realizada esta terça-feira em Paris.

O encontro contou com a presença de mais de 20 líderes europeus.

“Existem três palavras a reter desta cimeira: rapidez, porque é urgente agir; solidariedade porque não podemos abandonar uma geração inteira e qualidade porque temos que propor empregos e formações com futuro”, adiantou o alto funcionário francês.

A última cimeira dedicada ao tema teve lugar em julho em Berlim.
Os líderes europeus decidiram então investir pelo menos seis mil milhões de euros na criação de empregos nos próximos dois anos.

Entre os vinte e oito a taxa de desemprego juvenil atinge cerca de cinco milhões e seiscentos mil jovens.

Na Grécia e Espanha o número de jovens desempregados com menos de vinte e cinco anos situa-se acima dos 50%. Em Portugal os últimos dados do Eurostat apontam para uma taxa de 36,9%.

À saída do encontro François Hollande afirmou que está tudo a postos para a implementação do programa “Garantia Jovem” nos próximos dois anos, um programa que garante que nenhum jovem fique mais de quatro meses sem emprego ou formação.