Última hora

Última hora

Síria: Ocidente dividido com decisões da oposição

Em leitura:

Síria: Ocidente dividido com decisões da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

O Ocidente congratula-se com a decisão tomada pelos rebeldes e pela oposição síria de participar na conferência de paz, Genebra 2, mas lamenta a formação de um governo provisório.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês considerou que as decisões de rebeldes e políticos exilados constituem “um grande avanço rumo à possibilidade de uma solução política”, tal como já tinha feito John Kerry, o secretário de Estado norte-americano.

Por outro lado, a coligação no exílio formou também um governo provisório para gerir as zonas tomadas pelos rebeldes, algo que os Estados Unidos consideram que pode “minar” as negociações de Genebra.

Oposição política, apoiada pelo Ocidente, e rebeldes estão também de acordo na exigência que o presidente Bashar al-Assad “não tenha qualquer papel na fase de transição e no futuro da Síria”, algo que o regime de Damasco, com o apoio de Moscovo, sempre rejeitou.

Entretanto, a propaganda de Damasco divulgou imagens de explosões e combates alegadamente ocorridos em Barzeh, próximo da capital. Segundo a televisão estatal, as fortes detonações foram provocadas por rebeldes que fugiram da área na sequência de uma ofensiva de tropas do regime.