Última hora

Última hora

Venezuela: presidente alarga política de baixa de preços

Em leitura:

Venezuela: presidente alarga política de baixa de preços

Tamanho do texto Aa Aa

Na Venezuela sucedem-se as pilhagens de lojas após o anúncio do presidente Nicolas Maduro relativo à baixa forçada de preços.

Depois de uma cadeia de eletrodomésticos ter sido o alvo escolhido por Maduro na sexta-feira passada, agora a política estende-se a outros setores como o vestuário, alimentação, brinquedos, automóveis etc.

As medidas de luta contra a inflação no país têm lugar a menos de um mês de eleições municipais.

Dados oficiais sugerem uma inflação anual na ordem dos 54,3%.

O presidente justifica as medidas alegando existir uma guerra económica contra o seu governo.

Esta terça-feira a justiça venezuelana anunciou a detenção de 28 indivíduos acusados de manipulação ilegal de preços.

Maduro acusa ainda a oposição de se infiltrar entre a população e causar distúrbios.

Os empresários por seu lado queixam-se da falta de dólares ao câmbio oficial no mercado o que teria efeitos nos preços da divisa norte-americana no mercado paralelo. Aqui, o câmbio do dólar é cerca de oito vezes mais caro do que o câmbio oficial.