Última hora

Última hora

Extremas-direitas francesa e holandesa juntas contra "o monstro da Europa"

Em leitura:

Extremas-direitas francesa e holandesa juntas contra "o monstro da Europa"

Tamanho do texto Aa Aa

A francesa Marine Le Pen e o holandês Geert Wilders garantem partilhar a vontade de se libertarem do “monstro da Europa”. A líder da Frente Nacional francesa foi recebida, na Haia, pelo seu homólogo da extrema-direita holandesa.

Os dois dirigentes políticos eurocéticos decidiram formar uma frente comum com vista às eleições europeias do próximo ano.

“Queremos devolver, aos nossos povos, a liberdade. Queremos devolver, aos nossos países, a soberania. Por si só, isso seria suficiente para justificar que façamos este trabalho em conjunto”, explicou Marine Le Pen.

Para formar um grupo parlamentar, em Estrasburgo, é preciso 25 deputados eleitos em, pelo menos, sete países. Le Pen e Wilders esperam assim que outros partidos – como o Vlaams Belang belga, a Liga do Norte italiana ou o Partido da Liberdade austríaco – se associem ao movimento. Mas recusam os húngaros do Jobbik e outros nacionalistas eslovacos, búlgaros e romenos, acusados de derivas racistas.