Última hora

Última hora

Eurogrupo debate situação na Grécia e saída da Irlanda do programa

Em leitura:

Eurogrupo debate situação na Grécia e saída da Irlanda do programa

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro das Finanças grego chegou à reunião do Eurogrupo, esta quinta-feira em Bruxelas, com mais um problema nas mãos: a troika está a atrasar a entrega de mais uma tranche de ajuda externa porque existem divergências quanto à dimensão do desvio orçamental previsto para 2014.

Giannis Stournaras espera que haja “uma discussão construtiva. Ninguém pode negar os progressos feitos na Grécia, por isso espero que haja desenvolvimentos nesta discussão”.

Mas se o impasse se mantiver, a próxima tranche, de mil milhões de euros do empréstimo concedido à Grécia, não deve chegar a Atenas antes do Natal.
De qualquer forma, o governo já garantiu que não “terá impacto nas finanças do país”.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Efy Koutsokosta, lembra que este é um grande “espinho” para as negociações entre a Grécia e a troika: “Como financiar o desvio orçamental em 2014. Atenas, usando como arma de negociação o superávit primário, garante que o país suporta mais medidas horizontais”. Entre essas medidas estão cortes nos salários e nas pensões.

Os ministros das Finanças da zona euro discutem também a estratégia de saída do programa de assistência da Irlanda. O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, defende que “se o governo irlandês decidiu que vai terminar o programa a 15 de dezembro, é um sinal de que a política de estabilidade e a defesa da moeda única estavam corretas. Espanha também vai terminar o programa de ajuda à banca no final deste ano”.

Este momento é seguido com especial atenção por parte de Portugal.
Já que a estratégia adotada para Dublin pode interessar ou não a Lisboa.