Última hora

Última hora

Irlanda rejeita programa cautelar

Em leitura:

Irlanda rejeita programa cautelar

Tamanho do texto Aa Aa

É sem rede de segurança, ou seja, sem programa cautelar que a Irlanda quer enfrentar o período “pós-troika”. Dublin termina a 15 de dezembro o programa de resgate. Há três anos pediu 85 mil milhões de euros para fazer face às dificuldades do setor bancário.

A decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro irlandês, no parlamento. Segundo Enda Kenny, esta é a decisão correta, “este é o último de uma série de passos para recolocar a Irlanda em condições económicas de financiamento normais. Como a maioria dos países da zona euro, a partir de 2014, a Irlanda estará em posição de se financiar, normalmente, nos mercados”.

A decisão será anunciada também aos parceiros europeus durante a reunião do Eurogrupo.

Dublin considera que a política orçamental está a funcionar e que tem reservas de liquidez suficientes.

No mercado secundário, as taxas de juro das obrigações irlandesas a dez anos estão em alta ligeira, nos 6,6 por cento.