Última hora

Última hora

Protestos na Albânia contra desmantelamento de armas químicas sírias

Em leitura:

Protestos na Albânia contra desmantelamento de armas químicas sírias

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas manifestaram-se na capital da Albânia contra a possibilidade do país receber o arsenal químico proveniente da Síria para ser destruído. Os Estados Unidos fizeram um pedido ao governo de Tirana, que ainda não deu uma resposta oficial.

O primeiro-ministro Edi Rama mostrou-se favorável, defendendo que o país deveria receber uma compensação financeira em contrapartida.

O presidente do Parlamento albanês fez questão de se dirigir aos manifestantes em frente à Assembleia. Ilir Meta garantiu que “ainda não foi tomada nenhuma decisão, nem será tomada sem que as vozes de todos os albaneses sejam ouvidas”.

A Albânia tem experiência na destruição de armas químicas. Em 2004, com a colaboração dos Estados Unidos, eliminou o armamento herdado da época comunista.

Mas em 2008, uma explosão num depósito de munições perto de Tirana fez 26 mortos e centenas de feridos.