Última hora

Última hora

Egito: Mubarak de novo em tribunal

Em leitura:

Egito: Mubarak de novo em tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento do antigo presidente do Egito, Hosni Mubarak, e de dois dos seus filhos, foi reaberto este sábado.

Mubarak, de 85 anos, é arguido em vários processos. A principal acusação é a de cumplicidade na morte de manifestantes, em 2011. Em 2012 foi condenado a prisão perpétua, um veredicto que acabou por ser anulado por um tribunal de recurso que ordenou a repetição do julgamento.

“Penso que o julgamento avança no sentido da absolvição de Mubarak ou, pelo menos, para a prisão domiciliária e o local onde irá ocorrer. Mas o povo egípcio tem de saber quanto tempo é que este julgamento vai demorar e que o fim do julgamento será o ponto final de um período de injustiça, corrupção e nepotismo,” assegura o analista político Khaled Hussein.

O advogado de Mubarak defende que o antigo ditador deveria aguardar o julgamento em liberdade, alegando que o tempo de prisão preventiva foi ultrapassado e que não existem razões para permanecer detido.

“Inicia-se, assim, um novo capítulo do julgamento de Mubarak e dos seus maiores cúmplices. O que o diferencia é o possível fim da prisão domiciliária do antigo presidente através do fim do estado de emergência.”