Última hora

Última hora

Nuclear: as primeiras palavras de Hollande em Israel

Em leitura:

Nuclear: as primeiras palavras de Hollande em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Firmeza. É a promessa deixada pelo chefe de Estado francês em relação ao dossier nuclear iraniano no início da visita a Israel.

À chegada François Hollande foi recebido pelo presidente e pelo primeiro-ministro do Estado hebraico.

Durante as negociações em Genebra, a França opôs-se a um acordo provisório entre o Irão e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, mais a Alemanha. Uma posição vista com bons olhos pelos israelitas.

O dossier nuclear volta à mesa das negociações esta quarta-feira, depois de terminada a visita de Hollande ao país.

“A França não vai ceder em relação à proliferação nuclear enquanto existirem dúvidas sobre as ambições do Irão. Vamos, por isso, manter a nossa posição em matéria de exigências e sanções”, afirma o presidente francês.

Israel vai, agora, tentar convencer potências como os Estados Unidos e a Rússia adotar uma posição idêntica.

Benjamin Netanyahu desloca-se a Moscovo, esta quarta-feira, para um encontro com Vladimir Putin dois dias antes de receber o secretário de Estado norte-americano.

A pressão sobre os Estados Unidos corre o risco de não surtir efeito por causa do dossier palestiniano: quer pela ausência de progressos em relação a negociações de paz como pela expansão dos colonatos.