Última hora

Última hora

Diplomacia da UE adia decisão sobre acordo com Ucrânia

Em leitura:

Diplomacia da UE adia decisão sobre acordo com Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia adiaram a tomada de posição sobre o acordo de associação com a Ucrânia.
Os chefes da diplomacia dos Estados-membros, reunidos esta segunda-feira em Bruxelas, vão continuar à espera de uma decisão do governo de Kiev sobre a libertação da ex-primeira-ministra Tymoshenko.
O ministro dos Negócios Estrangeiros da Lituânia, Linas Linkevičius, lembrou que “hoje vamos trocar opiniões, mas não acredito que sejam tomadas decisões sobre uma possível assinatura, mas também sobre uma não assinatura, que também é importante”.

Recorde-se que o acordo de associação deveria ser assinado na próxima semana em Vilnius, na Lituânia, na cimeira da União com os países vizinhos do leste. Mas estes atrasos nas decisões sobre a libertação da ex-primeira ministra e a pressão da Rússia podem comprometer a conclusão das negociações.

O ministro sueco, Carl Bildt, lembrou que Kiev tem de tomar uma decisão: se se quer aproximar de Bruxelas ou de Moscovo. De qualquer forma, Bildt acredita que ainda há algum tempo para avançar com as negociações: “Vilnius não é Bruxelas, ou seja ainda não temos toda a informação em cima da mesa e a Cimeira é só no fim da próxima semana. Algumas mudanças ocorreram em Kiev. Nós temos uma política mas o presidente Yanukovich tem outra, que é discutível.”

Portugal está representado na reunião que decorre em Bruxelas pelos ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa, Rui Machete e José Pedro Aguiar-Branco. Este Conselho ministerial conjunto serve também para preparar as próximas cimeiras ao nível de chefes de Estado e de Governo.