Última hora

Última hora

Japão: começa operação sensível de retirada do combustível nuclear de Fukushima

Em leitura:

Japão: começa operação sensível de retirada do combustível nuclear de Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

É uma operação extremamente sensível, que teve início esta segunda-feira, no Japão: a retirada do combustível nuclear do reator 4 de Fukushima.

É graças a um contentor cilindro de 5 metros e meio de altura por dois de diâmetro, que os técnicos da Tepco vão poder retirar, uma a uma, as mais de 1500 barras de combustivel nuclear.

As barras encontram-se atualmente na piscina de arrefecimento do reator 4, no topo do edifício a 18 metros de altura. Ora, como o edifício danificado continua a inclinar-se, os riscos de um novo acidente nuclear são reais.

As barras retiradas da piscina do reator 4 são colocadas numa câmara de aço, para impedir a radiação. Para evitar um risco de sobreaquecimento, todas as manipulações são levadas a cabo dentro de água.

A Tepco, Tokyo Electric Power Co., a empresa que gere a central nuclear, espera concluir a retirada do combustível da piscina 4 até ao final do próximo ano, antes de fazer o mesmo nas piscinas 1,2 e 3.

O processo de desmantelamento de Fukushima, danificada pelo tsunami de 2011, só estará concluído dentro de 30 ou 40 anos.