Última hora

Em leitura:

Polícia em estado de alerta em Paris depois de vários ataques


França

Polícia em estado de alerta em Paris depois de vários ataques

Na parte da manhã, tiros foram disparados contra a sede do jornal “Libération” ferindo gravemente um fotógrafo de 33 anos.

De acordo com imagens do circuito interno, o homem que abriu fogo contra a sede do jornal é o mesmo que ameaçou várias pessoas com uma arma na televisão local, BFM- TV na última sexta-feira em Issy les Moulineaux.

Poucas horas depois do ataque ao “Libération”, o mesmo agressor atirou três vezes contra o edifício do banco Societé General e em seguida sequestrou um motorista.

François Molins, procurador do Ministério Público de Paris, realizou uma breve conferência de imprensa, afirmando que “as semelhanças entre esses casos no modus operandi entre os trajes, assim como as munições recolhidas, indicam a existência de um único autor”.

As autoridades descrevem um indivíduo com idade entre os 35 e 45 anos, de tipo europeu.

O quartel-general da polícia em Paris divulgou três imagens e pediu a colaboração dos parisienses com as autoridades para poderem identificar o suspeito.

Desde então têm surgido diferentes relatos sobre o paradeiro do homem que terá sido visto no metro de Paris. O plano de segurança, Vigipirate, que já está no nível “vermelho”, não foi alterado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Alemanha: Justiça suspende investigação sobre o "arcebispo do luxo"