Última hora

Última hora

Beirute: Morte e destruição em ataques que terão visado embaixada do Irão

Em leitura:

Beirute: Morte e destruição em ataques que terão visado embaixada do Irão

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos vinte e três pessoas morreram e mais de 140 ficaram feridas nas duas explosões que sacudiram o sul de Beirute, esta manhã. Entre as vítimas mortais está um diplomata persa, que seria adido cultural.

Ainda não é clara a origem das explosões no bairro Al Yinah, de maioria xiita, onde se encontra também uma sede do grupo islâmico Hezbollah, aliado de Teerão. Fontes oficiais citadas pela agência Reuters fizeram inicialmente referência a um ataque com lança-rockets. Mais tarde, a informação foi corrigida. As explosões terão tido origem numa mota e num carro armadilhados.

O ataque terá visado a embaixada do Irão. Para além da morte do diplomata, entre os feridos estão um clérigo e vários guardas da representação diplomática.

Não está excluída a hipótese das explosões estarem ligadas à guerra civil na Síria, que é também palco de um braço-de-ferro pela influência sectária. Guerrilhas sunitas, que estão atualmente a combater as forças leais a Bashar al-Assad, ameaçaram atacar os aliados da Síria, em particular o Irão e o Hezbollah libanês.