Última hora

Última hora

Rob Ford: Presidente sem poderes na câmara de Toronto

Em leitura:

Rob Ford: Presidente sem poderes na câmara de Toronto

Tamanho do texto Aa Aa

A Câmara Municipal de Toronto retirou o poder executivo ao presidente da autarquia, numa sessão tumultuosa em que o errático Rob Ford voltou a fazer das suas: classificou a decisão de “golpe de Estado” e prometeu uma guerra sem quartel na campanha para as próximas eleições.

O autarca da quarta maior cidade da América do Norte permanece no cargo mas sem poderes executivos e com profundos cortes no orçamento e no pessoal. “Um precedente para outros ‘mayors’ que tenham o mesmo comportamento”, declarou um vereador.

Já o presidente da Câmara considerou a votação “um golpe de Estado”; que a assembleia “está a derrubar um governo” e que o que se está a passar “não é um processo democrático, é um processo ditatorial”, referiu.

No centro da polémica desde maio, Rob Ford já admitiu ter fumado cocaína em base, comprado drogas ilegais e conduzido sob o efeito do álcool. Está ainda a ser investigado por alegadas relações com narcotraficantes e prostitutas, mas continua a ter o apoio do primeiro-ministro do Canadá.

76% dos eleitores de Toronto querem que Rob Ford se demita ou procure tratamento médico.