Última hora

Última hora

Rússia: Porque é que o 737 caiu a pique?

Em leitura:

Rússia: Porque é que o 737 caiu a pique?

Tamanho do texto Aa Aa

Caiu a pique, o Boeing 737 que se despenhou este domingo na Rússia. As imagens captadas pelas câmaras de vigilância do aeroporto de Kazan mostram também um clarão imediatamente antes do impacto no solo. São pistas para os peritos que investigam as causas da tragédia que provocou a morte às 50 pessoas a bordo do aparelho das Linhas Aéreas do Tartaristão.

Fundamentais para esclarecer o sucedido, as caixas negras do avião também já foram encontradas entre a amálgama de destroços.

O aeroporto de Kazan, cerca de 800 km a Leste da capital, Moscovo, já reabriu parcialmente as operações.

“É um dia de luto para o nosso país”, lamentou um habitante da república do Tartaristão antes de lançar a acusação: “É injusto” que “pessoas tenham morrido sem terem culpa nenhuma, porque os nossos aviões não são tão bons e confortáveis como deviam e, especialmente, não são tão seguros como deviam ser. A segurança devia estar primeiro”, concluiu.

Erro humano ou falha técnica terão estado na origem da tragédia, pelo menos as autoridades russas excluem para já a hipótese de um ato terrorista.

À porta do aeroporto, centenas de pessoas criaram um memorial improvisado para as vítimas de uma tragédia que volta a realçar os graves problemas com que se debate a aviação civil na Rússia.