Última hora

Em leitura:

Ucrânia volta a adiar debate sobre Iulia Timoshenko


Ucrânia

Ucrânia volta a adiar debate sobre Iulia Timoshenko

Voltou a ser adiado, o debate da lei que permitiria à antiga primeira-ministra ucraniana, Iulia Timoshenko, ser tratada na Alemanha.

Apesar do descontentamento dos deputados da oposição, a maioria decidiu adiar para a próxima quinta-feira, o debate sobre a lei que estabelece em que condições é que os prisioneiros podem receber tratamento médico no estrangeiro.

A ser aprovada, a lei afetará diretamente Iulia Timoshenko, que cumpre uma pena de prisão de sete anos, por alegado abuso de poder, e está hospitalizada há ano e meio, por causa de uma hérnia discal.

Este adiamento vem aumentar a tensão entre a Ucrânia e a União Europeia, e coincide com a chegada, a Kiev, do comissário para o Alargamento. Stefan Fülle reúne-se com as autoridades ucranianas, a cerca de uma semana da assinatura de um Acordo de Associação. Mas Bruxelas insiste na libertação de Iulia Timoshenko.