Última hora

Última hora

Estudantes e trabalhadores protestam contra o governo búlgaro

Em leitura:

Estudantes e trabalhadores protestam contra o governo búlgaro

Tamanho do texto Aa Aa

Mais um dia, novo protesto na Bulgária. Desta vez um cortejo de trabalhadores juntou-se aos estudantes, que tem repetido as manifestações contra o governo na capital, Sofia. Apesar do alvo ser o mesmo, os dois grupos afinaram por um diapasão diferente.

Os estudantes exigem a demissão do executivo, acusam a classe política de práticas corruptas e benefícios excessivos, enquanto a maioria da população sobrevive com muito pouco. Os trabalhadores, organizados por uma plataforma social, protestaram por aumentos de 10 por cento nos salários da função pública e reformas no que dizem ser os ineficientes setores da saúde e da energia.

Um estudante afirma que “uma das principais ideias do movimento é dar um sinal e acordar a sociedade civil num país que ainda está débil”.

O governo de centro-esquerda enfrenta protestos quase todos os dias desde que assumiu funções em maio. Com salários médios de cerca de 500 euros, muitos búlgaros vivem na pobreza e com dificuldades para pagar as contas, como a da eletricidade, nos meses frios do inverno.