Última hora

Última hora

Venezuela: Maduro já governa por decreto

Em leitura:

Venezuela: Maduro já governa por decreto

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento de Caracas aprovou, esta terça-feira, o pedido de Nicolás Maduro para governar por decreto durante um ano. O presidente da Venezuela pediu poderes especiais para legislar sem o controlo dos deputados de forma a lutar contra a corrupção, a “guerra económica” e adotar medidas contra a crise económica e social que o país atravessa.

Nos últimos dias, a Venezuela tem assistido a uma onda de saques em estabelecimentos comerciais. Maduro acusa os proprietários de grandes comércios e de sectores da oposição de terem declarado uma “guerra económica” ao governo com o aumento abusivo de preços.

As redes sociais estão cheias de exemplos de saques. Na cidade de Ojeda, numa loja de descontos, dezenas de pessoas saíram a correr com eletrodomésticos, sem pagar.

Em Puerto de La Cruz, um grupo de pessoas pontapeou as grades de uma loja de eletrodomésticos até conseguir abri-la e roubar o que se encontrava no interior.

Em Valencia, uma das lojas da cadeia Daka sofreu o mesmo destino.

O mesmo cenário aconteceu em Los Teques, a sul de Caracas.

A sociedade venezuelana, polarizada, divide-se agora entre os que acusam o governo de provocar esta situação, com o discurso de ataque aos comerciantes, e os que consideram a alta sociedade responsável pela situação de tensão extrema.

A situação de governar por decreto não é nova na Venezuela. Hugo Chávez fez passar mais de 200 leis quando governou por decreto.