Última hora

Última hora

Obama recorda JFK

Em leitura:

Obama recorda JFK

Tamanho do texto Aa Aa

Dois presidentes e uma eterna candidata a sê-lo (Hillary Clinton), depositaram, esta quarta-feira de manhã, uma coroa de flores no túmulo de John Fitzgerald Kennedy, no cemitério de Arlington, em Washington.

Obama e Clinton, as duas famílias políticas mais poderosas dos Estados Unidos, no campo democrata, observaram um minuto de silêncio junto à chama eterna acesa há 50 anos no funeral do 35.º Presidente norte-americano.

À noite, Barack Obama prestou tributo ao legado de JFK no jantar de homenagem aos laureados, este ano, com a Medalha da Liberdade, a maior distinção atribuída a um civil e que foi instaurada pelo falecido presidente.

Segundo Obama, Kennedy continua a ser recordado, não por ter morrido “demasiado cedo, mas porque encarnou o caráter das pessoas que liderou – resistentes, firmes, destemidas e divertidas”, que enfrentaram todas as adversidades e “acima de tudo, determinadas em reconstruir o mundo”. O seu “idealismo sóbrio recorda-nos que o poder para mudar o país é nosso”.

Esta sexta-feira, assinalam-se os 50 anos do assassinato de JFK durante uma visita a Dallas, no Texas.

22 de novembro de 1963, a América ficava órfã de um líder inspirador.