Última hora

Última hora

Egito: Polícia dispersa dezenas de pessoas que desafiaram a nova lei das manifestações

Em leitura:

Egito: Polícia dispersa dezenas de pessoas que desafiaram a nova lei das manifestações

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia egípcia dispersou esta terça-feira dezenas de pessoas que perto do ministério do Interior protestavam contra a nova lei que restringe as manifestações.

Segundo o novo texto, a polícia tem de ser notificada de qualquer protesto com uma antecedência de três a 15 dias, incluindo informação do local de passagem, motivos do protesto e exigências e dados pessoais e contactos dos organizadores.

Também não são permitidas concentrações com “fins políticos” em locais de culto, nem desfiles que partam ou se dirijam a esses locais e o uso de máscaras que ocultem a cara está interdito.

O descontentamento com alguma da legislação que tem vindo a ser implementada reflete-se também no seio do comité encarregado da revisão constitucional, após dez membros terem suspendido a sua participação nos trabalhos como protesto pela detenção de 30 manifestantes que denunciavam a manutenção na futura Constituição de um artigo que permite transitar os processos civis para tribunais militares.

Entretanto, um porta-voz da Assembleia Constituinte anunciou que em dezembro será levado a cabo um referendo sobre a reforma constitucional.