Última hora

Última hora

França vai enviar soldados para a República Centro-Africana para evitar o caos

Em leitura:

França vai enviar soldados para a República Centro-Africana para evitar o caos

Tamanho do texto Aa Aa

A França vai enviar um milhar de soldados para a República Centro-Africana. O país vive um período de grande instabilidade e a população está em risco. O governo de Paris anunciou o envio de tropas esta terça-feira mas aguarda pela luz verde das Nações Unidas.

“A República Centro-Africana está numa situação muito grave. Trata-se de um Estado em decomposição. É preciso evitar o colapso do próprio país. Existe um caos humanitário, com execuções e massacres, devido à decomposição securitária” – explicou o ministro francês da Defesa, Jean-Yves Le Drien.

França tem na capital do país africano um contingente permanente de quatro centenas de militares, para proteger os residentes franceses. Paris vai submeter uma resolução ao Conselho de Segurança da ONU, na próxima semana, para autorizar os militares franceses a participarem numa missão de paz. Na segunda-feira, em Nova Iorque, o representante da República Centro-Africana, evocou uma situação de “pré-genocídio se nada for feito.”

No país existe já uma força militar enviada pela União Africana. Mas esta missão, que deveria contar 3600 homens, está longe dos objetivos propostos por falta de meios. A República Centro-Africana foi palco de um golpe de Estado em março. O líder dos rebeldes assumiu o poder provisório mas perdeu o controlo dos seus chefes de guerra. Desde então, o país assiste impotente à multiplicação de milícias e às ações de retaliação entre a maioria católica e a minoria muçulmana.