Última hora

Última hora

Papa Francisco publica "guião" pontifical

Em leitura:

Papa Francisco publica "guião" pontifical

Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro texto inteiramente escrito pela sua mão, o papa Francisco tece uma dura crítica aos mercados, faz uma autocrítica ao governo da Cúria e reitera a posição doutrinal da Igreja sobre o aborto e a ordenação das mulheres. Em “A Alegria do Evangelho”, o papa Francisco traça as linhas de um programa pontifical no qual consagra várias passagens à obrigação dos fiéis e dos padres em agir contra a pobreza. O sistema económico mundial é duramente criticado e a especulação é elevada à condição de “nova tirania invisível”. No documento de 160 páginas, o sumo pontífice defende mais poder para as conferências episcopais, mesmo em questões doutrinais. As questões sexuais como a pedofilia ou a contraceção não são evocadas neste texto.