Última hora

Última hora

Populares destroem base das milícias líbias

Em leitura:

Populares destroem base das milícias líbias

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos nove pessoas morreram em combates entre o exército líbio e uma milícia armada, na cidade de Benghazi.

Depois dos conflitos, a população tomou de assalto e pegou fogo a uma base pertencente ao grupo Ansar al-Sharia.

O descontentamento é cada vez maior para com as milícias, que tomam conta do país e se recusam a aceitar as ordens de entregar as armas.

“O que aconteceu reforça claramente a necessidade de implementar a resolução número 53 de 2013, segundo a qual todos os grupos armados devem deixar as cidades. O exército e a polícia são as únicas forças de segurança que devem ser apoiadas”, disse o vice-primeiro-ministro líbio, Sadiq Abdulkarim Abdulrahman.

Os apelos do governo líbio para que os grupos armados deixem as cidades têm caído em saco roto. Estes grupos continuam, em grande medida, a fazer a lei. Os conflitos entre grupos rivais têm sido comuns, nos últimos tempos.