Última hora

Última hora

Fim da linha para Berlusconi

Em leitura:

Fim da linha para Berlusconi

Tamanho do texto Aa Aa

O senado italiano deve aprovar hoje a expulsão de Silvio Berlusconi, um dia depois do parlamento ter aprovado um voto de confiança ao primeiro-ministro Enrico Letta.

A expulsão do antigo chefe do governo parece certa, já que os senadores do centro-esquerda e do Movimento Cinco Estrelas, de Beppe Grillo, estão em maioria. Esta destituição do cargo de senador deve significar um ponto final na carreira política de “Il Cavaliere”, recentemente condenado por fraude fiscal, depois de uma série de escândalos pessoais e políticos.

Os advogados de Berlusconi não desistem e pretendem levar o caso a instâncias mais altas: “Queremos recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, porque não tivemos oportunidade de apresentar todas as provas em nossa defesa”, diz Niccolo Ghedini, um dos advogados.

Silvio Berlusconi tem dado uma imagem de fénix, sempre pronta a renascer das cinzas, apesar de todos os indícios que apontam para o fim da carreira política. Há poucas semanas, o partido Povo das Liberdades regressou ao nome histórico com que Berlusconi se lançou na política, Forza Italia.