Última hora

Última hora

Berlusconi não está morto

Em leitura:

Berlusconi não está morto

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-primeiro-ministro italiano foi expulso do Senado, uma decisão histórica que representa também a perda da imunidade parlamentar mas que não impressiona os seus apoiantes.

O milionário, condenado a quatro anos de prisão por fraude fiscal, mostrou-se desafiante. Expulso do Parlamento mas ainda vivo politicamente, o seu partido abandonou a maioria governamental, assumiu a oposição e já está em campanha. Estimulado pelas sondagens, ele promete um rápido regresso às urnas.

“As coisas são como sempre. Eles aplicaram uma lei que não é nada fora do comum.”

“Este é, certamente, um ponto de viragem e vai além desta nova situação política e das novas formações que estão a ocorrer. Sempre se anunciou fim para ele, mas cada vez que isso se diz é o seu recomeço.”

Vários julgamentos estão ainda pendentes, incluindo casos por suborno e prostituição de menores.

Berlusconi prometeu oposição dura ao governo através do seu império de comunicação, que conta com canais de televisão, jornais e agências de notícias.