Última hora

Última hora

Cimeira de Vilnius: Lituânia ainda acredita em acordo UE-Ucrânia

Em leitura:

Cimeira de Vilnius: Lituânia ainda acredita em acordo UE-Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

As relações entre a Ucrânia e a União Europeia estão a marcar a na cimeira da “Parceria Oriental” de Vilnius. A enviada da euronews, Natalia Richardson-Vikulina entrevistou a presidente lituana para perceber o que ainda pode acontecer neste encontro.

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“Podemos esperar que aconteça um milagre e que a Ucrânia assine o acordo de Associação com a União Europeia, aqui em Vilnius?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“Mais tarde ou mais cedo isso vai acontecer, mas não necessariamente aqui em Vilnius. Tudo depende dos líderes políticos da Ucrânia.”

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“A questão de Tymoshenko ainda está em cima da mesa? A União Europeia pode assinar o acordo sem que Tymoshenko seja libertada?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“A Ucrânia adiou a assinatura do acordo, por isso as condições económicas e o caso Tymoshenko não estão em cima da mesa.”

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“Depois desta situação, a Ucrânia estará a perder credibilidade junto da União Europeia?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“Em parte pode ser verdade porque os últimos anos de negociações foram muito proveitosos, a Ucrânia avançou com enormes reformas e era evidente que a Europa estava preparada para reconhecer este esforço até que os líderes ucranianos tomaram esta decisão de adiar a assinatura do acordo.”

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“Poderemos falar de vitória diplomática de Vladimir Putin?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“Não quero comentar o envolvimento de países terceiros, estamos a falar da relação da Ucrânia, um parceiro de leste, com a União Europeia. Em Vilnius não vamos falar de países terceiros.”

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“Quando é que a Ucrânia vai ter uma nova oportunidade para assinar o acordo?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“Há o risco da União Europeia se cansar de negociar com a Ucrânia.
Está nas mãos do governo ucraniano decidir o que quer, porque a União Europeia é uma escolha livre, ninguém vai chantagear ou pressionar a Ucrânia.”

Natalia Richardson-Vikulina, euronews:
“Pessoalmente acredita que a Ucrânia vai assinar este Acordo de Associação?”

Dalia Grybauskaitė, presidente Lituânia:
“Acredito que mais tarde ou mais cedo, a Ucrânia vai estar na Europa, o povo ucraniano tem de decidir que tipo de governo quer e que tipo de governo vai assinar o acordo.”