Última hora

Última hora

EADS: alemães temem despedimentos com restruturação

Em leitura:

EADS: alemães temem despedimentos com restruturação

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 20 mil trabalhadores alemães do gigante europeu da aeronáutica EADS estão, hoje, em greve.

Em causa os planos de restruturação do grupo, dono da fabricante aeronáutica Airbus, que devem ser anunciados no início de dezembro e que podem levar à supressão de milhares de postos de trabalho.

Só na Alemanha, o grupo emprega 50 mil pessoas.

“O que está a acontecer não faz sentido porque estamos a ter lucro e há trabalho para todos. Isto não é correto” refere um trabalhador.

A restruturação pode levar à supressão de várias filiais no país. A imprensa alemã estima que com a reorganização, o grupo venha a poupar cerca de 700 milhões de euros.

A administração não comenta.