Última hora

Em leitura:

UE e Ucrânia frente a frente em Vílnius


Lituânia

UE e Ucrânia frente a frente em Vílnius

É já esta quinta-feira à noite que os chefes de Estado e governo da União Europeia vão estar frente a frente com o presidente da Ucrânia em Vílnius, na Lituânia.

O país acolhe uma cimeira europeia destinada a oficializar a aproximação de antigas repúblicas soviéticas aos 28. Entre esses países estaria Ucrânia, mas precisamente, o presidente Viktor Yanukovich voltou costas à União Europeia na última semana para abrir os braços à Rússia.

Mesmo assim o chefe de Estado decidiu comparecer na cimeira onde o acordo de livre comércio e associação política deveria ser assinado depois de anos de negociações.

É ainda uma incógnita o que Yanukovitch pretende, mas há sinais de querer manter todas as opções em aberto: receber apoio de Moscovo, com tarifas de gás preferenciais, sem aderir à união aduaneira com o Cazaquistão e a Bielorrússia, e manter ao mesmo tempo a porta da União Europeia aberta.

Há quem diga que será um “elefante numa loja de porcelana”, já que serão celebrados acordos de associação com a Moldávia e a Geórgia e de isenção de vistos com o Azerbaijão.

Para os Europeus, a Ucrânia seria a mais apetecida, um país com 46 milhões de habitantes que faz fronteira com quatro Estados da União Europeu.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Irão e Turquia vão pressionar para um cessar-fogo na Síria