Última hora

Última hora

S&P retira "triplo A" à Holanda

Em leitura:

S&P retira "triplo A" à Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

A Holanda perdeu o “triplo A”. A agência de notação Standard&Poor’s (S&P) baixou a nota holandesa, devido ao fraco crescimento do PIB, à queda dos preços no setor imobiliário e ao recuo na confiança dos consumidores.

O PIB da Holanda cresceu apenas uma décima no terceiro trimestre e o país vê-se obrigado a tomar o medicamento da austeridade, que defendeu para o sul da Europa, para respeitar as regras dos Tratados europeus.

Alemanha, Luxemburgo e Finlândia são os únicos três países da zona euro com “AAA”, a nota máxima nas três grandes agências de notação. A Holanda tem agora, tal como a Áustria, um “AA+”, enquanto França e Bélgica recebem um “AA” da Standard&Poor’s.

Ao mesmo tempo, melhora o cenário espanhol. A agência subiu a perspetiva da nota de “negativa” para “estável”, mas o “rating” de Espanha mantém-se no “BBB-”

A Standard&Poor’s, que segue o exemplo da Fitch no início de novembro, recompensa dois anos de reformas e a retoma da economia, devido às exportações.

Em dia de revisão de notas, a Standard&Poor’s subiu a nota de Chipre de “CCC+” para “B-”, por considerar que diminuíram os riscos de bancarrota. Trata-se da primeira subida da nota cipriota em três anos e, isto, apesar da ilha ter pedido, na primavera, uma ajuda de 10 mil milhões de euros para salvar o sistema bancário.