Última hora

Última hora

Ucrânia dividida

Em leitura:

Ucrânia dividida

Tamanho do texto Aa Aa

A decisão de Viktor Ianukovich está a dividir os ucranianos. Muitos consideram que o chefe de Estado deitou por terra uma oportunidade de aproximação à União Europeia e não poupam críticas ao homem que governa a Ucrânia.

É na praça da Independência, em Kiev que por esta altura se concentra a maioria dos manifestantes pró-europeus. Homens e mulheres seguidos de perto por um forte contingente policial.

Horas antes, em várias cidades do país muitos formaram uma corrente humana para unir, simbolicamente, a Ucrânia à Europa.

“Pretendemos desta forma mostrar aquilo que queremos e contestar a decisão do governo” afirma um jovem.

Nas ruas de Kiev, há também palavras de apoio ao chefe de Estado ucraniano até porque na opinião de muitos nem tudo está perdido.

“Não assinamos o acordo de associação com a União Europeia, mas estamos a adotar determinados padrões europeus” refere um manifestante pró-governo.

A Euronews tentou falar com outros manifestantes pró-Ianukovich, mas sem sucesso.

Euronews: “Uns estão a favor outros contra. Certo é que ninguém parece disposto a deixar as ruas de Kiev depois da Cimeira de Vílnius. Alguns manifestantes pedem agora a demissão do presidente.”