Última hora

Última hora

Ucrânia: manifestantes acusam Ianukovitch de destruir "sonho europeu"

Em leitura:

Ucrânia: manifestantes acusam Ianukovitch de destruir "sonho europeu"

Tamanho do texto Aa Aa

Dez mil manifestantes pró-europeus juntaram-se na Praça da Independência, em Kiev, para acusar o presidente ucraniano de “destruir o sonho” de uma aproximação com a União Europeia.

A praça central da capital ucraniana, palco da “Revolução Laranja” de 2004 e 2005, encheu-se também com um imponente dispositivo policial, que tentava conter os protestos, o que ocasionou vários momentos de tensão e confrontos esporádicos.

Um manifestante diz que não é a primeira vez que se juntam aqui para protestar e acrescenta que “ninguém acreditava que, depois da Revolução Laranja, poderia repetir-se algo assim, mas agora mostram a sua força”.

Outra manifestante diz que “desde o início, quando o presidente Ianukovitch começou a brincar com a Europa”, ela sabia “que ele não ía assinar o acordo, porque não está interessado em implementar leis europeias”.

Já durante a tarde, os manifestantes exigiam a demissão tanto do presidente como do governo.

A curta distância, numa outra praça de Kiev curiosamente chamada “da Europa”, mais de três mil apoiantes do chefe de Estado organizaram uma contramanifestação.